Estranhas prioridades de Sócrates


Governo quer mandar 140 militares para Cabul




03-Abr-2009

Severiano Teixeira diz que Afeganistão é prioridade da política de defesa nacional. Foto Foreign and Commonwealth OfficeNo dia de abertura da cimeira da NATO, o ministro Severiano Teixeira afirmou que a guerra no Afeganistão é uma “prioridade da política de defesa” e vai comprometer o país no reforço da presença militar em solo afegão.

O ministro da Defesa diz que o objectivo imediato será o envio de “83 elementos de equipas de treino, mais 15 médicos para o hospital, mais 40 com o avião C-130. Portugal terá cerca de 140 efectivos no terreno”, disse Severiano Teixeira ao Diário Económico.

Para o governo português, “o Afeganistão é indiscutivelmente a operação mais exigente da NATO” e “Portugal quer ser um aliado credível e sério”. É assim que Severiano Teixeira explica que o reforço da presença militar em Cabul “é uma prioridade” da política de defesa nacional.

Segundo as palavras do ministro, Portugal deverá também manter o seu contingente no Kosovo. Severiano Teixeira não se mostra incomodado com a retirada das tropas espanholas, explicando o facto por razões puramente diplomáticas. “Portugal reconheceu a independência do Kosovo, Espanha não.”

Fonte: Esquerda.net

Comentário:

Portugal a braços com uma crise, com salários em atraso, empresas a falir, cuidados de saúde cada vez mais caros e só acessíveis aos que podem, pensionistas com salário inferiores ao salário mínimo, este  o mais baixo da Europa. A prioridade é a guerra no Afeganistão?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s