Só tachos…Paulo Penedos geriu imobiliária do Taguspark


Paulo Penedos, membro da Comissão Nacional do PS, consultor jurídico da PT e do seu administrador Rui Pedro Soares, que renunciou ao cargo na semana passada, é um dos administradores não executivos da Promitagus – uma empresa criada em 1990 para tratar da promoção imobiliária do Taguspark.

Penedos, que suspendeu as suas funções na empresa quando foi constituído arguido no caso Face Oculta e na PT (onde tinha um contrato de prestação de serviços), disse ao PÚBLICO que foi convidado para este lugar por Rui Pedro Soares, que tinha o pelouro das participações não financeiras da PT, entre as quais se encontram os 5,9 por cento do capital do Taguspark.

O advogado afirma receber apenas senhas de presença nas reuniões. O PÚBLICO sabe que à participação em cada uma dessas reuniões, de periodicidade irregular, corresponde, na prática, o pagamento de 500 euros.

O objectivo da administração para que foi nomeado, adianta, era o de “pôr ordem na casa” em termos de gestão dos espaços, que são nuns casos alugados e noutros vendidos. Paulo Penedos diz desconhecer que os planos iniciais de desactivação da empresa tenham sido substituídos, como garantem outras fontes ligadas ao Taguspark, por uma nova estratégia de relançamento, com base em novos projectos imobiliários.

Tanto quanto sabe, afirma, o sentido da actividade da empresa consistia apenas na consolidação daquilo que é o parque de ciência e tecnologia, permitindo que, nesse processo, se concretizasse “o velho sonho de ali criar uma residência universitária”.

Dada como um projecto em vias de extinção em 2007, quando a PT e um grupo de accionistas controlados pelo Governo tomaram conta da sociedade Taguspark, que gere o parque de ciência e tecnologia de Oeiras, a Promitagus mantém-se em plena actividade e não há indícios de que esteja para fechar portas. Isto apesar de os últimos números conhecidos serem ainda de 2007 e apontarem para vendas líquidas da ordem dos 3,7 milhões de euros.

Os nomes escolhidos para a administração nomeada em 2008 pelo Taguspark, detentor único do seu capital, lançaram aliás fortes dúvidas sobre se o projecto seria para extinguir ou para relançar, com maior ambição e outros objectivos. A equipa então nomeada e ainda em funções era composta pelo influente Paulo Penedos; Américo Thomati, presidente executivo do Taguspark e alto quadro da PT; Ana Clara Narciso Palmeira, antiga adjunta de Armando Vara quando este foi ministro da Juventude em 2000; Miguel Fontes, que foi secretário de Estado da Juventude nesse mesmo Governo de António Guterres e que actualmente está ligado a um grupo imobiliário privado (MRB); e o arquitecto Luís Serpa, o “pai” do Plano Director Municipal de Oeiras, homem da maior confiança de Isaltino Morais e antigo administrador da Parque Expo por indicação do autarca de Oeiras, quando este foi ministro do Ambiente. Os dois administradores executivos são Luís Serpa e Ana Clara Narciso, casada com José Manuel Beleza (irmão dos ex-ministros do PSD Miguel e Leonor Beleza), com o qual detém parte de uma empresa de serviços hoteleiros e de outra de comunicação e publicidade (WHTR).

One thought on “Só tachos…Paulo Penedos geriu imobiliária do Taguspark

  1. Pingback: Só tachos…Paulo Penedos geriu imobiliária do Taguspark « Catarse – imobiliaria

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s