Números “dramáticos” do INE exigem políticas de criação e preservação de emprego – BE


O Bloco de Esquerda classificou como “dramáticos” os últimos números sobre a economia portuguesa hoje divulgados pelo INE, considerando que “exigem políticas ativas de criação e preservação de emprego”.

“Os últimos dados divulgados são dramáticos, são a expressão de uma crise profunda que continua. A queda do PIB está acompanhada e é um resultado da crise e tem um resultado que são mais 120 mil desempregados”, afirmou a deputada do BE Cecília Honório, em declarações aos jornalistas no Parlamento.

Portugal registou uma queda de 1 por cento no último trimestre do ano passado, face ao período homólogo de 2008, e caiu 0,2 por cento face ao terceiro trimestre do ano passado, interrompendo dois trimestres de crescimento.

O Instituto Nacional de Estatística (INE) revê assim, em baixa, a previsão inicial de estagnação nos últimos três meses do ano passado, “refletindo sobretudo nova informação sobre o comércio internacional (valores nominais e deflatores)”, explica o organismo oficial das contas nacionais.

Para a deputada do BE, “estes números são a expressão desta crise e exigem políticas ativas de criação e preservação de emprego”.

“Exige uma alternativa muito consistente a um governo que desistiu de manter emprego e criar emprego”, defendeu, considerando que, com a atual política governativa, “não há saída da crise, nem há saída da recessão”.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s