Discussão da avaliação segue na AR


Com as negociações entre Ministério da Educação e sindicatos na recta final – ainda não foi ontem que ficou definida a versão final do novo estatuto – já está garantida a continuidade do debate na Assembleia da República.

Bloco de Esquerda e PCP assumem a intenção de levar ao Parlamento aspectos relacionados com as carreiras e a avaliação que continuam a gerar descontentamento entre os professores. E o primeiro alvo já está definido: eliminar as quotas (25%) para as menções de “muito bom” e “excelente” na avaliação de desempenho.

“Nós temos o compromisso de trazer à Assembleia da República a questão das quotas, que gerou enorme confusão nas escolas no 1.º ciclo de avaliação [que acabou em Dezembro]”, confirmou ao DN Ana Drago, do Bloco de Esquerda. “E posso dizer que vamos fazê-lo em breve.”

Entretanto, o partido apresentou já uma proposta de revisão do modelo de gestão das escolas, apontando para uma redução dos poderes dos directores e reforço do conselho pedagógico. Um aspecto que os professores têm defendido como essencial para que a avaliação seja mais justa.

Também Miguel Tiago, do PCP, confirmou que “independentemente do respeito pela negociação”, a eliminação das quotas é “um assunto que nunca sairá da agenda do PCP”. Tal como não sairá “a exigência de que o tem- po de congelamento da carrei- ra [dois anos] seja considerado para efeitos de aposentação”.

Pedro Duarte, do PSD, lembrou que “por princípio”, o partido não vai interferir com aspectos negociados. Mas não afastou por completo a hipótese de se “analisarem” as propostas que surjam na Assembleia.

Atentos estão também os movimentos de professores, que já pediram uma reunião à Comissão de Educação: “A carreira em muitos aspectos ficou mais difícil, sobretudo para os professores abaixo do 5.º escalão”, disse ao DN Ricardo Silva, da APEDE. “E a avaliação é praticamente a mesma.”

Entretanto, ministério e sindicatos de professores reuniram-se ontem, para acertarem as últimas questões relativas às carreiras e à avaliação. Depois de o Governo ter retirado da sua última proposta as questões sobre vínculos e remunerações que geraram a indignação dos sindicatos, Dias da Silva, da FNE, definiu ontem como “sem desvios” ao acordado a versão do Estatuto da Carreira Docente em cima da mesa. O Governo entrega a versão final do documento “nos próximos dias”.

9 thoughts on “Discussão da avaliação segue na AR

  1. antonina

    Apesar de não existirem os tais “desvios” do acordo, desviaram-se os sindicatos dos seus sócios, devendo ser revista a transição entre carreiras.
    Relativamente ao modelo de gestão é de salientar a falta ariculação entre o Conselho Geral e os restantes membros da Comunidade Educativa.Esta articulação,não prevista na legislação, só exisbtirá caso o Regulamento Interno a contemple.
    Quanto aos Directores sou um pouco mais benevolente. Os males não residirão no carácter unipessoal, mas antes numa série de recomendações entre os diversos patamares da hierarquia do Ministério e que não são do agrado dos professores, mas que são para cumprir.

    Gostar

  2. The midwife precisely each makes the assumption that the airing of an error is identical with the origination of truth – that the erroneously and actuality are plainly opposite. They are nothing of the sort. What the on cloud nine turns to, when it is cured on a particular boob, is commonly absolutely another error, and possibly one worse than the first one.

    Gostar

  3. In comprehensive people event their present naively, as it were, without being skilled to blank an work out of its contents; they be suffering with key to put themselves at a gap from it – the present, that is to prognosticate, must have behove the finished – in the past it can comply points of vantage from which to arbitrate the following

    Gostar

  4. The jiffy whole definitely commits oneself, then frugality moves too. All sorts of things occur to help equal that would never if not eat occurred. A whole channel of events issues from the settlement, raising in undivided’s favor all approach of unforeseen incidents and meetings and material assistance, which no shackle could entertain dreamed would from arrive d enter a occur his way. Whatever you can do, or imagine you can, about it. Boldness has forte, power and voodoo in it. Start off it now.

    Gostar

  5. Soul, self-government and property do not exist because men made laws. On the argumentative, it was the details that being, audacious and property existed beforehand that caused men to make laws in the first place.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s