Há, Por Certo, Mais Uma (A 71ª) Explicação Plausível


Sócrates assinou 21 projectos de casas quando era exclusivo na AR

Duas repreensões por unanimidade, ameaças de sanções legais e severas críticas dos serviços camarários foram o resultado dos últimos anos da actividade de José Sócrates como projectista de edifícios na Guarda, entre 1987 e 1991.

Foram anos heróicos estes… verdade se diga que por aqueles tempos o pato-bravismo e o chico-espertismo foram a regra. Recordemos que havia quem dissesse então que éramos os alunos perfeitinhos da Comunidade Europeia.

O início da ascensão das rotundas como fenómenos urbanístico, as auto-estradas desenhadas à pressa para sorver subsídios.

Quem se ralava com casas feitas à baldex pela província?

Não é que sirva de desculpa para o mau gosto e desrespeito pela lei, mas esta era (é?) a regra neste tipo de matérias.

Ok, pode haver quem diga que não foi o engenheiro a fazer os projectos, que apenas os assinou, mas isso não parece que melhore muito a situação, pois não?

Já perceberam que a matéria-prima que faz com que achem naturais os truques de Estado, por exemplo, da Parque Escolar não é de agora, são uma espécie de conceito estruturante…

Via A educação do meu umbigo

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s