“Vamos trabalhar com todos”, diz Costa. E com PSD? “Só com eleições”, garante Passos


Passos acusou “derrotados” de terem usurpado o poder. E insistiu: “só eleições” legitimam governo. Costa quer “trabalhar com todos”

Debate do programa de governo está quase a terminar. Moção de rejeição da direita será chumbada pelos partidos da esquerda.

Ideias principais:

– A moção foi rejeitada com 122 votos a favor, uma abstenção (PAN) e 107 votos a favor

– Santos Silva garante cumprimento dos compromissos internacionais

– Passos acusa. “Os derrotados” usurparam o poder e “só eleições” legitimam Costa

– BE quer discutir sustentabilidade da dívida

– Telmo Correia: “Além da tralha socrática, o que temos é um governo social-comunista”

– O programa não é o do PCP, mas acolhe contribuições comunistas, diz Jerónimo

– PSD e CDS acusam Costa de querer anular importantes reformas estruturais

– Direita diz que governo de Costa já está a seguir agenda radical e “eleitoralista”

– Moção de rejeição PSD/CDS já foi entregue na mesa do Parlamento. Leia o texto na íntegra nesta ligação

– PSD volta a desafiar PS para reforma da Segurança Social

– Vieira da Silva garante que não vai cortar pensões

– “O Bloco está na lapela do dr. Costa, o PCP é que decidirá”, afirma Portas

– Bloco pressiona Centeno por causa de Novo Banco

Last Update : 2015/12/03 17:21

Sort by :

17:21  E agora Costa quer concentrar-se no trabalho   by Miguel Marujo

Já como primeiro-ministro em plenitude de funções, depois de chumbada a moção de rejeição de PSD e CDS, António Costa falou brevemente aos jornalistas nos Passos Perdidos para sublinhar que agora o tempo é de trabalho.

“Isto significa que vamos poder concentrarmo-nos no trabalho que estamos a fazer e para isso vamos mobilizarmo-nos e trabalhar com todos.” E mais não disse.

17:06  Debate do programa terminou   by Miguel Marujo

Às 17.03, Ferro Rodrigues deu por terminado o debate do programa de Governo, depois de lido o expediente e André Silva (PAN) ter anunciado uma declaração de voto pela sua abstenção à moção de rejeição. O presidente da Assembleia da República convidou os presentes a irem inaugurar uma árvore de Natal.

O plenário da Assembleia da República volta a reunir quarta-feira.

17:03  Jerónimo não conseguiu votar eletronicamente. “Assim fica bem clara a votação”   by Miguel Marujo

Foi um momento de boa disposição durante a votação. O presidente do Parlamento pediu que ficasse de pé quem não tinha conseguido votar eletronicamente. E de pé ficou sozinho Jerónimo de Sousa, provocando a gargalhada do plenário. O líder comunista não se ficou: “Ainda bem que houve uma avaria porque assim fica bem clara a votação do PCP.”

17:02  Moção de rejeição ao governo PS chumbada pela esquerda   by Rui Pedro Antunes

A moção de rejeição apresentada pelo PSD e pelo CDS foi chumbada, como era previsível, com os votos contra de PS, Bloco de Esquerda, PCP e PEV. O deputado do PAN, André Silva, absteve-se. PSD e CDS votaram a favor.

A moção foi rejeitada com 122 votos contra, uma abstenção e 107 votos a favor.

16:56  Santos Silva garante cumprimento dos compromissos internacionais   by Rui Pedro Antunes

O chefe da diplomacia do governo promete “agir no quadro europeu que é o nosso, honrando os compromissos internacionais do Estado, cumprindo as regras da União Monetária”, mas como “respeito pelas nossas diferenças e os nossos propósitos.

Augusto Santos Silva quer “superar o ressentimento e a crispação, reunir as pessoas”., pedindo, por isso, “uma nova cultura de diálogo e compromisso.”

16:55  Moção de rejeição é “bota-abaixo”   by Miguel Marujo

Augusto Santos Silva defendeu que este governo “é completamente conforme com o jogo democrático”, sendo “desconforme” o procedimento de alguns como se “tivessem a prerrogativa de repetir uma eleição livre sempre que o resultado não lhes é conveniente”. E, sem se referir a Paulo Portas, o ministro dos Negócios Estrangeiros pediu às bancadas do PSD e CDS: “Já que é revogável o que se jurou irrevogável, sugiro modestamente que o ressentimento que se nota aqui e ali seja também ele revogado sem delongas.”

Sobre a moção de rejeição que as bancadas da coligação PSD e CDS apresentaram, Santos Silva apontou que aquele documento não tem uma alternativa. E, por isso, classificou-a como “oposição destrutiva, ou como bem diz o povo, bota-baixo”.

16:50  Ministro do PS alerta para falhanço na meta do défice e pede revogação do ressentimento   by Rui Pedro Antunes

Augusto Santos Silva promete a devolução da sobretaxa do IRS “não para dar um ‘extra’, mas sim para devolver às pessoas, o mais depressa possível, o que é delas e lhe foi retirado”.

O ministro dos Negócios Estrangeiros, assume também que “o estímulo à procura interna é necessário, mas não é suficiente para promover o crescimento sustentado da riqueza nacional”. Para conseguir crescer o atual governo defende “mais inovação, mais ligação entre a ciência e a economia” e também “mais incorporação tecnológica, mais produtividade, e maior internacionalização”:

Santos Silva falhou ainda de metas orçamentais, sinalizando que o governo “falhou a meta de 2,7% que fixou para 2015. Para Santos Silva “o objetivo que é realista e exequível para o corrente ano [é] fechar o défice abaixo dos 3%”.

Mais uma vez visando Portas e a crise do irrevogável, Santos Silva dirigiu-se às bancadas da direita, dizendo: “Já que é revogável mesmo o que se jurou irrevogável, sugiro modestamente que o ressentimento que se nota aqui e ali seja também ele revogado sem delongas”.

16:46  Governo diz que BES terá “efetivamente custos para os contribuintes”   by Miguel Marujo

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, notou (num “inventário” sobre o legado dos dois últimos governos PSD/CDS) que “cedo se verificou que a resolução do Banco Espírito Santo teria efetivamente custos para os contribuintes”. A esta fatura, o ministro socialista antecipou eventualmente outros custos, ao referir “que havia mais fragilidades não acauteladas a tempo no sistema financeiro”.

Por isto, mas também pela “promessa de devolução da sobretaxa do IRS” como “quimera e e engodo” e que “a economia e o emprego estavam e estão bem longe de qualquer trajetória de crescimento sustentado”, Santos Silva recusou persistir “no reino da fantasia”.

16:41  Santos Silva responde a Portas: “Deputados vírgula excessivamente ressabiados”   by Rui Pedro Antunes

O ministro dos Negócios Estrangeiros fala de um governo em funções “coerente, estável e credível”. Augusto Santos Silva quer virar não só a página da austeridadem como “a página do desprezo ou indiferença pela concertação social e dos obstáculos à contratação coletiva”.

Numa resposta a Paulo Portas, Santos Silva disse, com ironia, que “apesar das palavras de certo rancor hoje proferidas por alguns senhores deputados vírgula excessivamente ressabiados, acredito que não haverá no futuro, do lado da oposição, nenhum ressentimento e nenhuma crispação”.

16:36  Augusto Santos Silva enaltece a substituição do “arco da governação” pelo “arco inteiro”   by Rui Pedro Antunes

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, elogiou o facto de ter sido mudado o conceito do “arco da governação”, que ao excluir “algumas forças políticas, era e é inaceitável”. E acrescentou: “A democracia não é um oligopólio”.

Santos Silva defende por isso o “arco inteiro da representação plural” e que a solução encontrada já por si só um “sucesso” digno de registo. O ministro lembra que há, no hemiciclo, “uma maioria de suporte a um novo governo”, por oposição a “uma minoria de oposição a esse governo”.

O governante destaca que “ao governo compete governar”, afirmando que o executivo responde “perante a Assembleia da República”. Sobre o Presidente da Repúblico, nem uma palavra.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s