Gripe A, Iraque e outros “flops”

Gripe A, Iraque e outros "flops"

00h00m

…E, então, as trombetas da OMS anunciaram ao Mundo o advento de um novo Apocalipse, de seu nome gripe H1N1. Uma histeria colectiva percorreu o Globo. As previsões apontavam para milhões de infectados, grande parte dos quais condenados à morte.

Como no auge da guerra fria, fizeram-se listas dos “indispensáveis”, os quais, em vez de se refugiarem nos abrigos antiatómicos, tomariam a vacina imunizadora. Gente imprescindível (funcionários dos partidos políticos, por exemplo…) foi informada de que estaria na primeira linha para a recepção da vacina.

Os profissionais de Saúde, naturalmente, contavam–se entre os eleitos. Todavia, e infelizmente (já se verá para quem…), grande parte da classe recusou a benesse, argumentando que a gripe A não mataria mais do que a gripe sazonal. Em poucos meses, acabou-se o pânico – e hoje já quase ninguém fala na pandemia. Foi um “flop” positivo!

Mas, entretanto, os laboratórios farmacêuticos tinham posto as linhas de produção a trabalhar em pleno, a vacina não chegava para as encomendas, as acções dessas companhias subiam em flecha, os cofres estavam a abarrotar. E, agora, acaba-se nisto: a própria OMS vai pedir uma auditoria à gestão da gripe, pois há suspeitas de que os riscos da pandemia foram empolados, sob pressão dos laboratórios.

E, não sei porquê, ocorre-me outro “flop” – só que esse negativo. Falo da invasão do Iraque, decretada pela tríade Bush-Blair-Aznar, sob pretexto de que os seus arsenais estavam repletos de armas de destruição massiva. Não era verdade – só que, entretanto, alguém enchera os bolsos graças à ameaça de algo que não existia. Com a gripe A, suspeita a própria OMS, estará a passar-se coisa idêntica…

in J.N.

Anúncios

Jesse Ventura ex-Governador do Minnesota desmonta a farsa do Aquecimento Global – ‘Conspiracy Theory’

Posted on Dezembro 18, 2009 by ovigia

Jesse Ventura ex-Governador do Minnesota tem agora uma série de reportagens de investigação que visam tentar esclarecer ou fazer alguma luz sobre alguns assuntos designados por aqueles que os querem desacreditar como Teorias da Conspiração.

Este ex-Navy SEAL, ex-lutador de Wrestling e ex-político resolveu abordar numa nova série de televisão em formato tipo reportagens de investigação, diversos temas nossos conhecidos, tendo já ido para o ar três episódios desta série que se designa por CONSPIRACY THEORY WITH JESSE VENTURA e é uma produção da trutv.com.

Entre os temas abordados nos seus três primeiros episódios encontram-se o projecto militar HAARP capaz de alterar a atmosfera e o clima bem como o pensamento de todos nós e até provocar tremores e terra entre outros, no segundo episódio tratou do tema dos atentados do 11Set2001 e no episódio de ontem o terceiro, foi sobre o AGW, Aquecimento Global supostamente de origem antropogénica, sobre o qual Alex Jones tem um interessante artigo no seu site.

Para darem olhada aos seguintes episódios vão até ao site do projecto, caso queiram fazer o seu download através de torrents, aqui estão eles, para darem uma olhada primeiro vão até ao youtube.

Espiando os cidadãos, novas tecnologias via DARPA

Espiando os cidadãos, novas tecnologias via DARPA

Posted on Março 15, 2009 by ovigia

O Pentágono acaba de anunciar que se prepara através da DARPA, para lançar uma esquadra de cerca de 450 dirigíveis «ISIS» capazes de voar a 65000 pés de altitude «19812 metros» durante 10 anos e alimentados por células de hidrogénio e painéis solares.
Serão gastos 400Milhões de dólares apenas no protótipo.

A ideia não é nova, mas parece que será desta vez ainda mais abrangente e poderosa.
As deculpas para a sua implementação também não deverão ser novas, terrorismo, ataques exteriores com misseis, etc etc.
Quando se quer enganar o povo, as desculpas arranjam-se, e que as vende já está à muito controlado e no bolso, os media mainstream acríticos.

Estes equipamentos permitirão aos seus operadores em estações no terreno, o controlo e monitorização de várias centenas de kms de diâmetro através de equipamentos de vigilância, tais como câmaras de alta resolução bem como antenas de radar.

Podendo através dessa vigilância monitorizar e controlar, veículos, aviões e pessoas.

Já não chegando todos os ataques às Liberdades, Direitos e Garantias dos cidadãos dos EUA, com o constante ataque e destruição da sua constituição, como são provas o fim do Habeas Corpus, Posse Comitatus, a implementação do Patriot Act e da FISA, do projecto REX 84 que permite a espionagem/vigilância de todas as comunicações internas e externas sem necessidade de recorrer a um Juíz, chega agora mais uma arma para as mãos da cleptocracia oligarca dos EUA.

Não deve tardar a chegar à UE, especialmente através do Reino Unido.

Afinal de contas A Oligarquia está a ficar com medo – A Lei Marcial está a chegar

DARPA courted defense contractors Raytheon, Lockheed Martin and Northrop Grumman to develop the airships

Infowars.com
sept 6, 2004

The skies were filled with surveillance helicopters as well as the Fuji Blimp, that was being rented by the NYPD. We could always tell where the protests and arrests were taking place because as many as 4 helicopters and a blimp would be circling overhead.

A look at the future. Homeland Security plans to tether megablimps 32xs the size of the goodyear blimp over every major US city mounted with ground-penetrating radar looking right through your walls. This is only conditioning.

(Photo by Ted O’Brien)

[Via mediamonarchy, LA Times, Guardian, Infowars]

Powered by ScribeFire. in O Vigia

A Queda da República (Fall of the Rep*blic) 9-15

General diz que Blair deve responder em tribunal por crimes de guerra

 

O general britânico Michael Rose afirmou que o ex-primeiro-ministro do Reino Unido, Tony Blair, deveria comparecer em tribunal para responder por crimes de guerra no Iraque.
Segundo o Daily Mail, Rose afirma que a investigação sobre a guerra a decorrer no Reino Unido deixou algumas coisas claras, como por exemplo, o facto de os serviços secretos britânicos terem informado que o Iraque tinha destruído o seu arsenal químico, dez dias antes da invasão do país.
O ex-embaixador britânico nos EUA, Christopher Meyer, já tinha afirmado que Tony Blair e George Bush tinham assinado “um pacto de sangue” para derrubar Saddam Hussein, praticamente um ano antes do início da guerra, e que por isso tentou-se a todo o custo arranjar um pretexto que justificasse a invasão.

A Queda da República (Fall of the Rep*blic) 5 a 8

Depopulation theory and practice – video

Leuren Moret worked as a scientist at Lawrence Livermore Laboratories and has a BS in Geology at U.C. Davis and an MA in Near Eastern studies from U.C. Berkeley. She serves as environmental commissioner for the City of Berkeley.

Leuren was an Expert Witness at the International Criminal Tribunal For Afghanistan At Tokyo.  She is an independent scientist and international expert on radiation and public health issues and is on the organizing committee of the World Committee on Radiation Risk, an organization of independent radiation specialists, including members of the Radiation Committee in the EU parliament, the European Committee on Radiation Risk.

She has conducted research concerning the impact on the health of the environment and global public health from atmospheric testing, nuclear power plants, and depleted uranium.  She has helped collect and measure radiation in 6000 baby teeth from children living around nuclear power plants, and helped The State of Louisiana (USA) pass the first state depleted uranium bill for mandatory testing of soldiers.

In this rather chilling interview about population control, Leuren goes into many areas that highlight what has been going on.

Link to page with video

short videos:

 

Orlando shooter, US army Fort Hood shooter both linked to psychiatric drugs

fort hood(NaturalNews) US Army Major Nidal Malik Hasan shot and killed 13 people and wounded 30 others in a violent attack at a Texas Army base this past week. He reportedly opened fire at the Fort Hood army base without any particular reason or motivation. In fact, as a psychiatrist, he had counseled many other soldiers on how to cope with the consequences of extreme violence (losing limbs, mental anguish, etc.).

As an army psychiatrist, he was also allowed to prescribe powerful psychiatric drugs to both his patients and himself. Many psychiatrists self-medicate, and Hasan was extremely anxious about the possibility of being sent overseas by the army, according to statements from family members (Reuters, below). Although official confirmation will probably never be made, it seems altogether likely that Hasan was treating himself with powerful psychotropic medications.

The mainstream media, not surprisingly, has utterly failed to raise this question. But it’s being raised by independent media like Prison Planet (http://www.prisonplanet.com/was-for…), where writer Paul Joseph Watson says, “Psychiatrists have a history of ‘self-medication’ because of the easy access they have to psychotropic drugs. In almost every major mass shooting over the past two decades, since anti-depressant drugs became popular, the killer has been on SSRI’s – serotonin reuptake inhibitors.”

An informative article in The Examiner also asks the same question: Was Major Hasan on mind-altering prescription medications when he opened fire? (http://www.examiner.com/x-8358-Detr…).

Meanwhile, a study in the journal Psychotherapy and Psychosomatics reveals that 16% of psychiatrists self-medicate (http://www.cchrint.org/2009/11/05/w…).

Given all the psych drugs linked to such acts in previous shootings, such a link seems not only probably, but likely.

Vodpod videos no longer available.

Orlando shooter confirmed on psych drugs

It’s been a busy week for violent, drug-induced outbursts in the USA. Orlando shooter Jason Rodriguez is now confirmed to have been on psychiatric medications when he went on a shooting spree in an Orlando office building last week, killing one person and wounding five others.

In a televised interview with Fox News, the former mother-in-law of Rodriguez goes on the record saying, “He was under medication …for control of the brain.” That video segment is available here:

http://www.youtube.com/watch?v=a_LJ…

Mind-altering medications made Rodriquez “paranoid,” she explains. (http://www.foxnews.com/story/0,2933…)

This paranoia and acting out of violence against others is a classic side effect of SSRI drugs typically used to “treat” depression. These powerful, mind-altering medications have been linked to nearly every major shooting that has taken place in the United States over the last twenty years, including the Columbine, Colorado school shootings.

Controle das Massas através de Mensagem Subliminar, Simbolismos

Documentário realizado por Michael Tsarion e Red Ice Creations:
http://www.redicecreations.com

Nesse importante documentário Tsarion trata sobre controle mental das massas através da manipulação, passando pela história, desde os hashashins, Companhia das Índias, assassinatos ritualisticos em massa – como o caso Jim Jones, os Panteras Negras, manipulação da mídia, manipulação religiosa, culto ao deus dionísio, manipulação da mídia, era do despertar e anatomia da psique, Ego e consciência.

Como podemos ter sido hipnotizados desde nossa tenra idade e passarmos a fazer parte de um programa sem que sequer pudessemos nos dar conta.

Como toda a realidade pode ter sido construída ou desconstruída pelos Senhores do Caos.

Um documentário que vc deve assistir de forma imparcial e ponderar com imparciliadade, para poder talvez chegar a compreender a profundidade do buraco do coelho branco.

The Truth Of Iraq’s City Of Deformed Babies

An Iraqi doctor has told Sky News the number of babies born with deformities in the heavily-bombed area of Fallujah is still on the increase.

Related photos / videos

Fifteen months ago a Sky News investigation revealed growing numbers of children being born with defects in Fallujah.

Concerns were that the rise in deformities may have been linked to the use of chemical weapons by US forces.

We recently returned to find out the current situation and what has happened to some of the children we featured.

In May last year we told the story of a three-year-old girl called Fatima Ahmed who was born with two heads.

When we filmed her she seemed like a listless bundle – she lay there barely able to breathe and unable to move.

Even now and having seen the pictures many times since I still feel shocked and saddened when I look at her.

But the prognosis for Fatima never looked good and, as feared, she never made it to her fourth birthday.

Her mother Shukriya told us about the night her daughter died.

Wiping away her tears, Shukriya said she had put her daughter to bed as normal one night but woke with the dreadful sense that something was wrong.

She told us she felt it was her daughter’s moment to die, but of course that does not make the pain any easier.

Fatima’s father had taken his little girl’s hand but it was cold.

“She is gone,” he had said to his distraught wife.

Another girl we met last year was Tiba Aftan who was born with a huge growth across her face.

Now she is a toddler her future is looking brighter having gone to neighbouring Jordan to have it removed.

The growth had covered half of Tiba’s forehead and was invading one of her eyes – and it was getting bigger as she got older.

Although the operation was a success Tiba will need more surgery and the last trip cost her family almost every penny they have.

But since our original investigation, we have built up a new dossier of cases of deformed children in Fallujah born in the last eight months.

There are a wide range of problems – from abnormalities of the abdomen to facial disfigurements.

We have also seen pictures of all kinds of deformed foetuses which have not survived.

There is no precise explanation as to what has caused the deformities and there are no figures to compare cases with those a decade or more ago as records were not kept during the time of Saddam Hussein.

All of our evidence is anecdotal, but repeatedly people tell us they believe the deformities must be linked to the heavy bombardment of Fallujah – a Sunni insurgent stronghold – by America in 2004.

People want an independent investigation into the impact of the kinds of weapons used – including controversial white phosphorus.

Yet even since we first started to give a voice to the calls for help from the people of Fallujah things seem to have got worse.

Dr Ahmed Uraibi, a specialist paediatrician in Fallujah, told us that the number of deformities he has dealt with has increased in the last year.

The people of Fallujah want to know how many more deformed babies there will be before someone sits up and takes notice of them.

UK.News

Illuminati – A verdade The truth about the Illuminati Pt 1 e 2

Publicado por sleestackassassin

Energia e guerra pelo controlo da Eurásia

06-Jun-2009 Símbolo do lançamento do pipeline entre o Turquemenistão e a ChinaUm imenso campo de batalha pela energia estende-se desde o Irão até ao Oceano Pacífico. É lá que a Guerra Líquida pelo controlo da Eurásia tem lugar”, salienta o jornalista Pepe Escobar, autor deste artigo publicado no site alternet.org. Devido à sua extensão o artigo será publicado em três partes.

Condustão”1: Tudo o que Precisa de Saber sobre Petróleo, Gás, Rússia, China, Irão, Afeganistão e Obama (parte I)

À medida que Barack Obama entra nos seus segundos cem dias como presidente, vejamos o enquadramento, a última conspiração, a pressa tumultuosa em direcção a uma ordem mundial nova e policêntrica. Nos seus primeiros cem dias, a presidência de Obama introduziu uma nova sigla, OCE – Operações de Continência Extraterritoriais (em inglês: OCO para Overseas Contigency Operations), anteriormente conhecidas por Guerra Global Contra o Terrorismo (GGCT). Use-se um ou outro nome, ou qualquer outra coisa, do que realmente se está a falar é sobre o que está a acontecer no imenso campo de batalha pela energia que se estende desde o Irão até ao Oceano Pacífico. É lá que a Guerra Líquida pelo controlo da Eurásia tem lugar.

Sim, tudo se resume ao ouro negro e ao “ouro azul” (gás natural), riquezas de hidrocarbono sem comparação e, portanto, é tempo de voltar atrás neste paraíso infinito que se pode designar por “Condustão”. É tempo de limpar o pó às siglas, especialmente à OCX ou Organização Cooperativa de Xangai, a resposta asiática à NATO, e aprender algumas novas como IPI e TAPI. Acima de tudo, é tempo de conhecer as mais recentes manobras no tabuleiro de xadrez gigante que é a Eurásia e no qual Washington quer ser o jogador crucial ou até dominante.

Já vimos guerras de “condustão” no Kosovo e na Geórgia e seguimos o principal sistema de condutas de Washington, o BTC, que deveria desviar o fluxo de energia para Oeste, obrigando o curso de petróleo a passar ao lado do Irão e da Rússia. Contudo, as coisas não resultaram, mas temos de continuar pois o Novo Grande Jogo nunca pára. Agora é tempo de agarrar aquilo que define a Grelha Asiática de Segurança Energética, é tempo de visitar uma república surreal de gás natural e perceber porque é que esta grelha está tão envolvida na guerra do Afeganistão – Paquistão (Af-Pak).

Todas as vezes que visitei o Irão, os analistas energéticos sublinham a “interdependência total da geo-ecopolíticas da Ásia e do Golfo Pérsico.” Isto define a importância de várias e grandes potências da integração asiática através da crescente massa de condutas de energia que um dia, inevitavelmente, vão ligar o Golfo Pérsico, a Ásia Central, a Ásia do Sul, a Rússia e a China. O maior trunfo iraniano perante a integração asiática está no campo gigantesco de gás natural South Pars (que está dividido entre o Irão e o Qatar). Estima-se que possua pelo menos 9% das reservas mundiais de gás natural.

Tanto quanto mais Washington possa viver em negação perpétua, a Rússia e o Irão controlarão cerca de 20% das reservas mundiais de petróleo e 50% das reservas mundiais de gás natural. Pense-se nisto por um momento. É então fácil de perceber que, para os líderes de ambos os países assim como para a China, a ideia da integração asiática, da Grelha, seja sacrossanta.

Se alguma vez for construído, o maior nó nesta Grelha será com certeza a linha de condutas Irão-Paquistão-Índia (IPI), também conhecido por “condutas da paz,”que valem 7,6 mil milhões de dólares. Depois de anos disputa, em 2008 iniciou-se um acordo quase miraculoso para a sua construção. Pelo menos neste caso, tanto o Paquistão como a Índia deviam permanecer ombro a ombro para rejeitar a pressão incansável por parte da Administração Bush no sentido de não aceitarem o acordo.

Não podia ser de outra forma. O Paquistão é energeticamente pobre e um cliente desesperado da Grelha. Há um ano atrás, num discurso na Universidade Tsinghua em Pequim, o então Presidente Musharraf fez tudo excepto implorar à China para investir nas condutas que ligariam o Golfo Pérsico e o Paquistão ao Extremo Ocidente chinês. Se isto acontecesse, ajudaria a transformar o Paquistão de um Estado quase falhado para um poderoso “corredor de energia” para o Médio Oriente. Se se pensar na linha de condutas como um cordão umbilical, não é necessário dizer que o IPI, mais do que qualquer ajuda dos EUA (ou direito de interferência), seria um passo em frente no caminho da estabilização do Paquistão dentro do teatro de operações da Guerra Af-Pak de Obama e, possivelmente, seria também um alívio na sua obsessão em relação à Índia.

Se o destino do Paquistão reside nesta questão, o do Irão reside noutra. Embora actualmente possua apenas o estatuto de “observador” na OCX, mais cedo ou mais tarde tornar-se-á membro e poderá gozar do estilo NATO, ou seja, a protecção de “um ataque contra um de nós é um ataque contra todos nós”. Imagine, então, as consequências catastróficas de um ataque preventivo de Israel (apoiado ou não pelos EUA) às estruturas nucleares do Irão. A OCX vai começar a trabalhar sobre este problema na sua próxima Cimeira em Junho, em Iekaterinburgo, Rússia.

As relações do Irão com Rússia e com a China são excelentes e continuarão assim não obstante o presidente iraniano que for eleito no próximo mês. A China precisa desesperadamente do gás e do petróleo iranianos, já conseguiu o “acordo do século” de 100 mil milhões de dólares sobre o gás e tem toneladas de armas e bens de consumo baratos para vender. Não menos próxima do Irão, a Rússia quer vender-lhes ainda mais armas assim como tecnologia para a energia nuclear.

E depois, ao movimentarmo-nos para Este da Grelha, encontramos o Turquemenistão, localizado na Ásia Central e que, ao contrário do Irão, pode nunca ter ouvido falar. Vamos corrigir isso agora.

Gurbanguly é o homem

O rei-sol do Turquemenistão, o manhoso e louco Saparmurat “Turkmenbashi” Nyazov, “o pai de todos os turquemenos” (descendentes de uma raça formidável de cavaleiros nómadas que atacavam as caravanas da Rota da Seda) está morto mas longe de ser esquecido.

Os chineses eram grandes entusiastas de Turkmenbashi. E o entusiasmo era recíproco. Uma razão fundamental para que os asiáticos centrais gostassem tanto de negociar com a China é o facto de o Reino do Meio trazer pouca bagagem imperial, ao contrário da Rússia e dos EUA. E claro, a China nunca vai pressionar ninguém sobre os direitos humanos ou fomentar uma revolução de cor de espécie alguma.

Os chineses já começaram a pressionar com sucesso o novo presidente turquemeno, o espectacularmente chamado Gurbanguly Berdymukhamedov, para acelerar a construção da mãe de todas as condutas. Este corredor do “condustão” Turquemeno-Cazaque-Chinês que vai desde o Este do Turquemenistão até à província chinesa de Guangdong, será a mais longa e a mais cara linha de condutas do mundo: 7 mil km de canos de aço com o assombroso custo de 26 mil milhões de dólares. Em 2007, quando a China assinou o acordo para a sua construção, asseguraram-se que seria adicionada uma questão geopolítica muito astuta. O acordo afirma explicitamente que os “interesses chineses” não serão “ameaçados a partir do território (do Turquemenistão) por terceiras partes.” Traduzindo, não serão permitidas bases do Pentágono neste país.

Eurásia

A hábil diplomacia energética da China em relação às Ex-Repúblicas Soviéticas da Ásia Central é uma vitória. No caso do Turquemenistão, são oferecidos negócios lucrativos e as parcerias com a Rússia são encorajadas para aumentar a produção de gás. Não existem antagonismos entre a Rússia e a China pois é conveniente serem os principais parceiros na OCX porque a história da Grelha Asiática de Segurança Energética é verdadeiramente sobre eles.

Já agora, por toda a Grelha, estes dois países concordaram recentemente em estender o oleoduto que vai do Este da Sibéria ao Oceano Pacífico até à China, até finais de 2010 pois a China precisa não apenas do gás turquemeno mas do gás natural líquido russo (GNL).

Com os preços baixos e a economia global a regredir, os tempos são duros para o Kremlin, pelo menos até 2010, mas este facto não influenciará negativamente a sua pressão no sentido de se formar um clube central asiático de energia dentro da OCX. Pense-se nisto como uma entente cordiale com a China. Ivan Materov, o Ministro da Energia e Adjunto da Indústria, tem sido daqueles que insiste que isto não conduzirá a uma “OPEP do gás” dentro da OCX. Fica para observar como é que a equipa de segurança nacional de Obama decide contra-atacar a estratégia russa, bem sucedida, para minar através de todos os meios um corredor de energia promovido pelos EUA via Mar Cáspio, enquanto que a consolidação de um “condustão” que se estende desde o Cazaquistão até à Grécia, controlará o fluxo de energia para a Europa Ocidental.

Tradução de Sofia Gomes para esquerda.net

Siglas usadas no artigo:

Af-Pak: Afeganistão-Paquistão

BTC: Conduta Baku-Tblisi-Ceyhan

CTA: Conduta Trans-Afegã

Grelha: Grelha Asiática de Segurança Energética

IPI: Irão-Paquistão-Índia

OCX: Organização Cooperativa de Xangai

TAPI: Turquemenistão-Afeganistão-Paquistão-Índia

1 Tradução da expressão em inglês, original no artigo, “Pipeline-istan” que junta a palavra “pipeline” com o sufixo “istan” (de palavras como Pakistan, Afghanistan…). “Condustão” é a junção da palavra conduta com o sufixo “stão” (de palavras como Paquistão, Afeganistão…).

Fonte: Esquerda.net

Sweet Misery: A Poisoned World – Parte 05/06 – Aspartame

O aspartamo ou aspartame é uma neurotoxina utilizada para substituir o açúcar comum. Ele tem maior poder de adoçar (cerca de 200 vezes mais doce que a sacarose) e é menos denso. O aspartamo geralmente é vendido junto com outros produtos. É o adoçante mais utilizado em bebidas.

O aspartamo é consumido por mais de 200 milhões de pessoas, em todo o mundo e está presente em mais de 6000 produtos.
Este veneno esta sendo consumido inocentemente pelas pessoas, com aprovação da Organização Mundial de Saúde.

Faça uma pesquisa por “Codex Alimentarius” e você ficará surpreso com as proporções que isso vem tomando.

Obs: Não fui eu quem legendou o video, apenas mesclei as legendas a ele. Mesmo que em alguns momentos tenham dificuldade de acompanhar a legenda por conta da cor, vale a pena assistir ao documentário

Publicado por libertas000

Sweet Misery: A Poisoned World – Parte 03

O aspartamo ou aspartame é uma neurotoxina utilizada para substituir o açúcar comum. Ele tem maior poder de adoçar (cerca de 200 vezes mais doce que a sacarose) e é menos denso. O aspartamo geralmente é vendido junto com outros produtos. É o adoçante mais utilizado em bebidas.

O aspartamo é consumido por mais de 200 milhões de pessoas, em todo o mundo e está presente em mais de 6000 produtos.
Este veneno esta sendo consumido inocentemente pelas pessoas, com aprovação da Organização Mundial de Saúde.

Faça uma pesquisa por “Codex Alimentarius” e você ficará surpreso com as proporções que isso vem tomando.

Obs: Não fui eu quem legendou o video, apenas mesclei as legendas a ele. Mesmo que em alguns momentos tenham dificuldade de acompanhar a legenda por conta da cor, vale a pena assistir ao documentário

Publicado por libertas000

Sweet Misery: A Poisoned World – Parte 01

O aspartamo ou aspartame é uma neurotoxina utilizada para substituir o açúcar comum. Ele tem maior poder de adoçar (cerca de 200 vezes mais doce que a sacarose) e é menos denso. O aspartamo geralmente é vendido junto com outros produtos. É o adoçante mais utilizado em bebidas.

O aspartamo é consumido por mais de 200 milhões de pessoas, em todo o mundo e está presente em mais de 6000 produtos.
Este veneno esta sendo consumido inocentemente pelas pessoas, com aprovação da Organização Mundial de Saúde.

Faça uma pesquisa por “Codex Alimentarius” e você ficará surpreso com as proporções que isso vem tomando.

Obs: Não fui eu quem legendou o video, apenas mesclei as legendas a ele. Mesmo que em alguns momentos tenham dificuldade de acompanhar a legenda por conta da cor, vale a pena assistir ao documentário

Publicado por libertas000

Alex Jones: A Mentira de Obama (The Obama Deception) 11

NO INFRINGEMENT OF COPYRIGHT IS INTENDED

obama-brainThe Obama Deception – A Mentira de Obama é o mais novo documentário do produtor Alex Jones onde destrói por completo o mito de que Barack Obama esteja trabalhando no melhor dos interesses do povo americano.

O fenómeno de Obama é uma mentira maquinada cuidadosamente para liderar a NOva Ordem Mundial. Obama foi apresentado como o salvador em uma tentativa de enganar o povo americano com o fim de aceitar a escravidão mundial.

Já não se trata de esquerda ou direita, de comunismo ou sistema de liberdades, do que realmente se trata até agora de forma encoberta é de um Governo Mundial.

Este documentário cobre: Para quem Obama trabalha, as mentiras que disse e sua verdadeira agenda. Se você quer saber dos factos e passar por cima de toda essa ladainha messiânica, este filme é para você.

http://www.prisionplanet.com
http://www.infowars.com

Publicado por deusmihifortis

Alex Jones: A Mentira de Obama (The Obama Deception) 10

NO INFRINGEMENT OF COPYRIGHT IS INTENDED

obama-brainThe Obama Deception – A Mentira de Obama é o mais novo documentário do produtor Alex Jones onde destrói por completo o mito de que Barack Obama esteja trabalhando no melhor dos interesses do povo americano.

O fenómeno de Obama é uma mentira maquinada cuidadosamente para liderar a NOva Ordem Mundial. Obama foi apresentado como o salvador em uma tentativa de enganar o povo americano com o fim de aceitar a escravidão mundial.

Já não se trata de esquerda ou direita, de comunismo ou sistema de liberdades, do que realmente se trata até agora de forma encoberta é de um Governo Mundial.

Este documentário cobre: Para quem Obama trabalha, as mentiras que disse e sua verdadeira agenda. Se você quer saber dos factos e passar por cima de toda essa ladainha messiânica, este filme é para você.

http://www.prisionplanet.com
http://www.infowars.com

Publicado por deusmihifortis

Alex Jones: A Mentira de Obama (The Obama Deception) 9

NO INFRINGEMENT OF COPYRIGHT IS INTENDED

The Obama Deception – A Mentira de Obama é o mais novo documentário do produtor Alex Jones onde destrói por completo o mito de que Barack Obama esteja trabalhando no melhor dos interesses do povo americano.

O fenómeno de Obama é uma mentira maquinada cuidadosamente para liderar a NOva Ordem Mundial. Obama foi apresentado como o salvador em uma tentativa de enganar o povo americano com o fim de aceitar a escravidão mundial.

Já não se trata de esquerda ou direita, de comunismo ou sistema de liberdades, do que realmente se trata até agora de forma encoberta é de um Governo Mundial.

Este documentário cobre: Para quem Obama trabalha, as mentiras que disse e sua verdadeira agenda. Se você quer saber dos factos e passar por cima de toda essa ladainha messiânica, este filme é para você.

http://www.prisionplanet.com
http://www.infowars.com

Publicado por deusmihifortis

Alex Jones: A Mentira de Obama (The Obama Deception) 7

Alex Jones: A Mentira de Obama (The Obama Deception) 8

NO INFRINGEMENT OF COPYRIGHT IS INTENDED

The Obama Deception – A Mentira de Obama é o mais novo documentário do produtor Alex Jones onde destrói por completo o mito de que Barack Obama esteja trabalhando no melhor dos interesses do povo americano.

O fenómeno de Obama é uma mentira maquinada cuidadosamente para liderar a NOva Ordem Mundial. Obama foi apresentado como o salvador em uma tentativa de enganar o povo americano com o fim de aceitar a escravidão mundial.

Já não se trata de esquerda ou direita, de comunismo ou sistema de liberdades, do que realmente se trata até agora de forma encoberta é de um Governo Mundial.

Este documentário cobre: Para quem Obama trabalha, as mentiras que disse e sua verdadeira agenda. Se você quer saber dos factos e passar por cima de toda essa ladainha messiânica, este filme é para você.

http://www.prisionplanet.com
http://www.infowars.com

Publicado por deusmihifortis

Queixa-crime interposta a elementos do PS


06 | 04 | 2009   19.53H

Narciso Miranda, que já anunciou a sua candidatura à presidência da Câmara de Matosinhos, afirmou hoje que apresentou no tribunal local uma queixa-crime contra elementos da maioria socialista na autarquia.


A queixa-crime, sustenta Narciso Miranda, vem na sequência de «sucessivos actos de vandalismo e furto de outdoors de propaganda política, colocados, desde há quinze dias, pela Associação ‘Narciso Miranda – Matosinhos Sempre’, em vários pontos do concelho».

«É lamentável que elementos do PS, partido em que milito, ainda por cima gente que durante tantos trabalhou comigo e que foram meus vereadores, se prestem a acções antidemocráticas como esta. É um momento negro para a democracia em Matosinhos», frisou o antigo autarca, em conferência de imprensa.

Narciso Miranda referiu que confirmou nos vários locais que «a destruição de propaganda do seu movimento foi efectuada por funcionários camarários».

«Disseram que estavam a cumprir ordens directas, dadas por telefone pelos eleitos locais do PS, que, para tal, passaram por cima de toda a hierarquia – chefe de divisão, chefe de departamento e director municipal», afirmou Narciso Miranda.

O ex-autarca acusou os eleitos locais do PS pela ordem de retirada dos outdoors, não especificando nomes, mas adiantando que «eles [eleitos locais] são, para além de Guiherme Pinto, actual presidente da Câmara de Matosinhos, Nuno Oliveira, vice-presidente da autarquia, Fernando Rocha, Ana Felício, Correia Pinto e Luísa Salgueiro, esta última também deputada na AR».

Os actos foram praticados, segundo acusou o ex-autarca, em três datas diferentes, tendo o seu movimento protestado de imediato em carta dirigida ao presidente da câmara, Guilherme Pinto.

«A resposta veio do vice-presidente Nuno Oliveira que, em carta datada de 30 de Março, se socorreu de uma lei do tempo de Salazar [lei 2110, de 19 de Agosto de 1961] para justificar a retirada da propaganda política da Associação», disse Narciso Miranda.

A Associação, acrescentou, «voltou a repor os outdoors», mas estes foram de novo retirados, o que levou Narciso Miranda a apresentar uma queixa à Comissão Nacional de Eleições (CNE), que tomou posição sobre esta questão a 01 de Abril.

Neste parecer, a CNE dá razão à queixa da Associação “Narciso Miranda – Matosinhos Sempre”, e condena a retirada dos outdoors pelos serviços da autarquia.

A Lusa teve acesso a este parecer da CNE.

Apesar desta posição da Comissão Nacional de Eleições, Narciso Miranda afirma que «hoje voltou a verificar-se, durante a manhã, a destruição de outdoors da Associação “Narciso Miranda – Matosinhos Sempre».

«Depois de chamada a PSP ao local, os outdoors estão a ser repostos pelos elementos da Associação ‘Narciso Miranda – Matosinhos Sempre’», disse.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

Estranhas prioridades de Sócrates

Governo quer mandar 140 militares para Cabul




03-Abr-2009

Severiano Teixeira diz que Afeganistão é prioridade da política de defesa nacional. Foto Foreign and Commonwealth OfficeNo dia de abertura da cimeira da NATO, o ministro Severiano Teixeira afirmou que a guerra no Afeganistão é uma “prioridade da política de defesa” e vai comprometer o país no reforço da presença militar em solo afegão.

O ministro da Defesa diz que o objectivo imediato será o envio de “83 elementos de equipas de treino, mais 15 médicos para o hospital, mais 40 com o avião C-130. Portugal terá cerca de 140 efectivos no terreno”, disse Severiano Teixeira ao Diário Económico.

Para o governo português, “o Afeganistão é indiscutivelmente a operação mais exigente da NATO” e “Portugal quer ser um aliado credível e sério”. É assim que Severiano Teixeira explica que o reforço da presença militar em Cabul “é uma prioridade” da política de defesa nacional.

Segundo as palavras do ministro, Portugal deverá também manter o seu contingente no Kosovo. Severiano Teixeira não se mostra incomodado com a retirada das tropas espanholas, explicando o facto por razões puramente diplomáticas. “Portugal reconheceu a independência do Kosovo, Espanha não.”

Fonte: Esquerda.net

Comentário:

Portugal a braços com uma crise, com salários em atraso, empresas a falir, cuidados de saúde cada vez mais caros e só acessíveis aos que podem, pensionistas com salário inferiores ao salário mínimo, este  o mais baixo da Europa. A prioridade é a guerra no Afeganistão?

Guerra é terrorismo




31-Mar-2009

Bomba de fragmentaçãoAs bombas de fragmentação representam a primeira causa de ferimentos e mortes de civis nos conflitos armados das últimas décadas. Cada bomba cluster, como também se chamam, espalha centenas de bombinhas (bombolettes) das quais cerca de 15% não explodem ficando disseminadas pelo terreno. Cada uma delas é uma autêntica mina anti-pessoal, com o precioso detalhe de serem coloridas, tornando-se mais atractivas para as crianças.

Contribuição de Mário Tomé

Para o BE, e, estamos seguros, para todas as pessoas que respeitam a humanidade,  a guerra, hoje, é terrorismo, é a guerra contra os povos, mesmo que orwellianamente seja apelidada de guerra contra o terrorismo.

A descrição sumária que se segue não deixa margem para dúvidas e exige que sejam tomadas as medidas propostas .

Recentemente, em 3 de Dezembro de 2008, em Oslo, foi assinado por 107 países um tratado  contra as bombas de fragmentação responsáveis por mais de cem mil mortes, 98% das quais de civis, desde 1965. 40% são crianças. Os EUA, a China, a Rússia, a India, o Paquistão,  a Finlândia e o Brasil são alguns dos países que recusam assinar.

A eliminação da cláusula que impedia os países signatários de cooperar no âmbito da utilização de forças armadas com os países que não tivessem subscrito o Tratado significa um grande  recuo  relativamente às apregoadas boas intenções iniciais dos proponentes do texto inicial, o governo irlandês.

Bombas de Fragmentação

http://www.bbc.co.uk/portuguese/especial/2001/eua_military_hardware/cluster_bombs/2.shtml

As bombas de fragmentação representam a primeira causa de ferimentos e mortes de civis nos conflitos armados das últimas décadas. Cada bomba cluster, como também se chamam, espalha centenas de bombinhas (bombolettes) das quais cerca de 15% não explodem ficando disseminadas pelo terreno. Cada uma delas é uma autêntica mina anti-pessoal, com o precioso detalhe de serem coloridas, tornando-se mais atractivas para as crianças. Por cada bomba cluster são cerca de 200 a 700 bombolletes que se espalham por uma área média de 4 campos de futebol. Cada bombollete quando explode provoca uma nuvem de 300 pequeníssimos estilhaços de aço  aguçado. Os fragmentos da explosão das bombolletes penetram profundamente nos tecidos até aos ossos provocando hemorragias internas. Cerca de 30% das vítimas destas “bomboletes” não resistem aos ferimentos.

De acordo com uma investigação do US-Today , durante a invasão do Iraque em 2003, as tropas dos EUA lançaram 10.789 bombas cluster e as do Reino Unido 2.200 de fins de Março aos primeiros dias de Abril de 2003, em apenas uma semana! Já depois do fim da invasão, na situação de ocupação, foi confirmado o uso de 63 CBU-87 clusters, num total de 12.726  bomboletes entre 1 de Março de 2003 a 1 de Agosto de 2006.

Durante a guerra do Líbano no verão de 2007 a disseminação das bombas de fragmentação foi de tal ordem que  a UNIFIL,depois de cessarem as hostilidades ficou a braços com a recolha de cerca de um milhão de bomboletes.

As bombolettes permanecem no terreno durante anos e são uma ameaça permanente para as populações nas suas actividades quotidianas.

Bombas de Fósforo (WP)

A invasão de Gaza foi fértil na utilização de fósforo branco,as WP, white phosphorus, ou como nicname , Willie Peter.

Israel(http://abonnes.lemonde.fr/cgi-bin/ACHATS/acheter.cgi?offre=ARCHIVES&type_item=ART_ARCH_30J&objet_id=1075945), que começou por negar já foi obrigado a reconhecer o seu  uso. As bombas de fósforo branco desintegram-se em cascata, formando uma chuva  cujos flocos ardem enquanto não se  esgotar a fonte de oxigénio; não rasgam nem perfuram mas  pegam-se ao corpo por baixo das roupas  provocando terríveis  queimaduras. Como consequências mais profundas provocam dores abdominais, icterícia, lesões graves no fígado e rins. O horror dos ferimentos com WP foi testemunhado por médicos e jornalistas também no Iraque (http://noticias.uol.com.br/ultnot/efe/2005/11/16/ult1808u53538.jhtm) em especial no brutal ataque e massacre da população de Fallujah em 2004(http://www.chris-floyd.com/fallujah/)

Depleted uranium (Urânio Empobrecido)

http://www.grassrootspeace.org/depleted_uranium_hamburg03.html

http://www.uraniumweaponsconference.de/

Outra ameaça  ainda mais grave (!) é a que podemos chamar guerra nuclear sem bomba nuclear. Trata-se das armas ou projécteis fabricados com o depleted uranium (DU), urânio empobrecido, ou seja os resíduos ou desperdícios do processo de enriquecimento do urânio. É usado em armas e projécteis para perfurar as blindagens. De acordo com o Guardian as forças da coligação usaram entre mil a duas mil toneladas de DU durante a invasão de Março de 2003 e os   combates subsequentes.

Estas munições ao explodirem espalham miríades de nanopartículas, um autêntica poeira letal que penetra na pele, nas narinas e viaja até ao mais recôndito do corpo humano, inclusindo o cérebro. Com a humidade prega-se ao solo e impregna-o de uma radioactividade suave, persistente, insidiosa. O DU foi usado pela primeira vez  durante a Guerra do Golfo, pelo que os sintomas das doenças dele derivadas se passaram a  chamar a síndrome do Golfo. A NATO usou o DU na Jugoslávia nos bombardeamentos de 1999. Os estudos efectuados  mostram que o DU atinge o DNA o que explica o súbitos e rápidos tumores que atingem os participantes da invasão do Iraque em 2003. O físico-químico nuclear Marin Fusk considera tratar-se da arma perfeita para assassinar milhares de pessoas. A contaminação faz-se também através das relações sexuais.. Soldados que tinham filhos normais antes de irem para o Iraque, tiveram depois filhos, numa percentagem de 67% deformados, sem braços, sem olhos ou com doenças do foro imunitário.

E as parceiras mulheres ou namoradas sofreram num grau inusitado de doenças derivadas como a endonetriose sendo obrigados em muitos casos a fazr histerectomias.

A disseminação radioactiva de 800 toneladas de DU equivalem a 83000 bombas de Nagazaki segundo o professor K.Yagasaki. Ainda segundo ele, a atomicidade utilizada pelos EUA desde 1991 corresponde a 400 mil bombas de Nagazaki. O smog, a poeira do Golfo foi encontrada na América do Sul, Himalaias e Hawai.

A geocientista Leurent Moret que estuda durante décadas este fenómeno e a disseminação e contaminação atmosférica do DU diz que não há limpeza possível.

As medições efectuadas por equipas de peritos afirmaram que as radiações do DU eram negligenciáveis. Mas a UNEP (Programa da ONU para o ambiente) declarou que não se conhece o comportamento a longo prazo no meio ambiente e recomendou a marcação e a descontaminação da mais de uma centenas de sítios atingidos pelas DU e a retirada do solo das munições existentes assim como avisar a população local. Em 2001 depois da utilização de DU pela NATO no Kosovo o Conselho da Europa pediu o fim da produção, testes e venda de armas DU alegando “os efeitos na saúde e qualidade de vida serão de longa duração e as futuras gerações serão igualmente afectadas”. Carla Del Ponte, Procuradora Chefe do Tribunal Internacional das Nações Unidas para a antiga Jugoslávia declarou que o uso de armas DU devia ser investigado como possível crime de guerra. O programa  da ONU para o ambiente detectou 311 locais contaminados com DU e o Parlamento europeu reiterou a sua proposta para classificação das armas com  DU como armas com vista à total proibição. Usando como base o tratado de não Proliferação, a Convenção de Armas Químicas e Biológicas e o Tratado Alargado de Proibição de Testes.

Proposta do BE

O desrespeito pela população civil é de tal ordem que podemos arriscar a tese de que tem feito parte dos objectivos das forças agressoras provocar o maior número de baixas indiscriminadas na população civil.

«Choque e Pavor», a denominação da operação de invasão do Iraque há seis anos é bem significativa.

A humanização da guerra é uma contradição nos termos. No entanto há que travar a bestialização da civilização.

A utilização das armas e munições atrás sumariamente descritas configura sem qualquer dúvida a prática de crimes de guerra e crimes contra a humanidade que só o imenso cinismo da comunidade internacional permite tolerar.

O Bloco de Esquerda apoiando-se, nomeadamente , no recente Tratado Contra as Bombas de Fragmentação e recuperando a cláusula prevista no texto inicial, integra na no seu programa para a Defesa Nacional e adopta desde já como exigência imediata ao governo:

que qualquer colaboração, independentemente do seu âmbito e objectivos, com forças armadas de outros países, fique condicionada pela garantia de que essas forças armadas tenham assinado, ratificado e cumpram sem margem para dúvidas o Tratado Contra a Utilização de Bombas de Fragmentação.

Da mesma forma e na ausência ainda de qualquer tratado, o governo português deve tomar a iniciativa de propor na UE e na ONU a abertura imediata de um processo para a condenação universal e proibição efectiva da utilização das bombas de fósforo e de armas com urânio empobrecido.

Fonte: Políticas de Igualdade

História das sociedades secretas Illuminati vs Vaticano 1-2

Esta série  fala das sociedades secretas, iluminatti e Templários, e das tentativas para acabar com a Igreja Católica. Como nos sucessivos atentados contras os diversos Papas. Muito interessante, com videos da extinta KGB comprados no mercado negro da Rússia eles mostram como isso é real.